A primeira Bicicletada carioca de 2013

Ontem, sexta-feira dia 25-01-2013, vi pelos emails da lista da Bicicletada que aquela era a última sexta-feira do mês, logo teria bicicletada; passar quase a semana toda em casa, entre o computador e a construção de um forno solar foi o principal motivo que me fez querer ir. Comecei a me preparar ainda pela manhã, fazendo as coisas devagar, e assim fui vendo o que precisava; a primeira coisa era comprar um pneu novo, pois o que estava na bicicleta era o que rasgou na viagem, e obviamente precisava ser trocado. Comprei um CST (um chinês-qualquer-coisa) 700×23 por R$32,90 em uma loja aqui perto mesmo, o que acabou com o dinheiro que eu tinha na carteira – na verdade, me deixou com R$2,00. Cheguei em casa e fui trocar o pneu, pensei que talvez fosse melhor colocar o pneu novo na roda traseira, mas o trabalho de tirar os dois pneus me fez optar por trocar só o dianteiro mesmo. Depois fui dar uma olhada nas ferramentas, aproveitei pra dar uma ajustada na altura do selim (que estava levemente alto) e prender melhor a trim-trim no guidão e o pisca no capacete. Tomei um banho, tasquei vaselina entre as pernas (e, dessa vez, pude nitidamente perceber que faz uma considerável diferença), coloquei a roupa, cartucheira com carteira, celular e canivete suíço, prendi a bolsa de ferramentas no bagageiro com um extensor e fui embora – saí de casa exatamente 16:55.

O começo da pedalada foi tranquilo, eu estava empolgado e pedalando bem rápido, o que me faz sentir muito bem. Mas com menos de vinte minutos de pedal a minha condromalácia patelar mostrou que está em mim pra ficar, e meu joelho esquerdo começou a doer h-o-r-r-o-r-e-s – eu não iria conseguir chegar em lugar nenhum com aquela dor miserável, dessa vez veio bem mais rápido e muito mais forte do que da vez indo para Rio das Ostras. Eu já estava determinado a pegar o retorno do Reduc, alguns km à frente, e voltar pra casa, dolorido e frustrado, mas a dor simplesmente começou a desaparecer – aproveitei pra “dar um gás” novamente, o que foi muito bom para o ânimo. A desgraçada do dor voltou, mas aí ela me pegou mais combativo, e eu decidi que iria chegar na bicicleta, dor nenhuma iria me impedir – tinha o detalhe de ter que voltar, mas optei por não pensar nisso, uma coisa de cada vez. A dor foi me acompanhando, intermitentemente, o caminho todo; eu desci a Rio Branco já “mancando” de dor, tava foda, mas eu consegui chegar. Vi uma pessoa lá em frente ao Odeon que muito provavelmente estava lá para a Bicicletada, e fui em sua direção; sim, estava lá para juntar-se à pedalada, e seu nome era Marco (pela forma como ele pronunciou, acredito que essa é a grafia, mas eu bem sei como esse mundo de Marco/Marcos/Marcus é complicado…  XD). Logo depois chegou o Jaime, uma menina que esqueci o nome, um cara numa dobrável, e assim a bicicletada foi enchendo de pessoas e pedais; foi muito PHoDa ver o Honesto chegando de bigode, e melhor ainda ouvir ele dizendo que só mandou o bigode porque não anda de fixa, senão já era demais. Fiquei incomodado de ver a galera bebendo cerveja, algumas pessoas duas, três latinhas; não me parece sensato dizer que pedalar pela Brasil é perigoso e optar por pedalar no Centro sob influência do álcool – deu uma saudadinha da época que podíamos brincar e chamar de xBicicletadax (entendedorxs entenderão). Conforme foi escurecendo as pessoas começaram a se juntar e tentar decidir um trajeto, de uma forma mais-ou-menos coletiva (algumas pessoas centralizaram a discussão, acho que poderia ter sido evitado com um pouco mais de cuidado), e a decisão foi de irmos até o Cais do Porto e depois voltar pela Av. Passos, parando ali em frente ao Odeon novamente.Aí teve um momento que eu desgostei, que foi a galera posando pra foto do Globo, parece que uma repórter que está escrevendo sobre mobilidade urbana acompanhou a bicicletada e tinha a pessoinhas das fotos também; tentei ficar de costas na hora das fotos, mas acho que teve uma que me pegou bem de frente – isso, em si, não é lá grande problema (ou é, não parei pra avaliar melhor ainda), mas tenho críticas à relação da grande mídia com os movimentos sociais. Esse tipo de reportagem, onde a galera é só cenário, ninguém efetivamente entrevistou a bicicletada e tal, acho evidentemente escrota – vou tentar desenvolver isso melhor em outra oportunidade. Eu fui o caminho todo trocando idéia com o Honesto, e foi uma pedalada curta, mas como eu não prestei muita atenção por conta da conversa, não tenho muito a dizer – pra mim, foi extremamente agradável pedalar e conversar com o Honestino, que eu não via há algum tempo. Em algum momento do trajeto as pessoas decidiram ir para a Pedra do Sal, aí mudamos alguma coisa no trajeto, achamos uma faixa compartilhada que liga nada a lugar nenhum (o que não é novidade do Rio), e chegamos; eu achei desagradável, estava um barulho alto e muita gente, coisas que eu velhamente não aprecio. Troquei idéia com algumas pessoas, depois Ana, Honesto e eu partimos pra encontrar uma galera e ir pra casa do Honesto, onde passei a noite rindo, vendo vídeos, discutindo coisas como “estrogonofe é ou não uma vitamina de carne?” e ouvindo pessoas esperarem eu dormir para falarem da minha tatuagem.

A volta foi bem tranquila, fui até a Lapa pedalando com o Honesto, ele tinha que passar em umas lojas de ferramentas pra comprar coisas para repintar pela terceira vez a bike dele, pois a pintura que ele fez não ficou boa, daí ele levou pra um cara “”profissional”” pintar e a tinta saía de passar a unha. O joelho deu uma incomodada logo que saimos da casa do Honesto, mas de resto não deu sinal de que ia implicar não; agora está doendo, estou dando umas mancadinhas pra andar, mas por experiência sei que amanhã vai estar tudo novo.

E aí galera, partiu bonde da baixada pra bicicletada todo mês?

=D

Anúncios

2 comentários em “A primeira Bicicletada carioca de 2013

  1. Fiquei consideravelmente decepcionada ao ler o relato “oficial” da bicicletada…
    (Percebendo que esse comentário ficaria muito extenso, resolvi escrever um post sobre isso. Aguardem!)

Comente aê =D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s