Enfim o primeiro treino…!

parte complicada

Trecho complicado

Cicloninho precisava de umas peças para bicicleta, como algumas dessas peças ele não achava por aqui, decidiu ver se teria nas lojas no centro da nossa cidade, que fica um pouco longe daqui. Transformamos essa necessidade em uma oportunidade: fomos pesquisar preços… pedalando no sol de meio dia por uns 40 km. Antes mesmo de começar a pedalada, eu já sentia meu corpo cansado, por não ter dormido muito bem à noite e pelo calor. Quando cicloninho ligou propondo o treino, decidi aceitar pois se eu conseguisse “sobreviver” ao treino, os cento e poucos quilômetros que me esperam pra viagem estariam mais pertos de serem “conquistados”. A minha grande preocupação com o trajeto que iríamos fazer, era passar pelas agulhas. Quase 80% do caminho que percorreríamos era BR, com duas pistas centrais e duas auxiliares, para fugir dos pontos de ônibus (essa BR tem muitos, devido a quantidade de bairros em seu entorno) decidimos pegar a pista central, que tem muitas agulhas (pelo mesmo motivo que a pista auxiliar tem muitos pontos de ônibus). Nesse treino, Cicloninho funcionou como um Bike Anjo, olhamos no google maps todas as agulhas que iríamos ter que passar e conversamos um pouco sobre o que fazer em cada uma delas (cada uma tinha uma especificidade, agulha de saída, agulha de entrada, antes do ponto de ônibus, depois, subida ou descida de viaduto…).  Quando foi chegando perto da primeira, combinamos dele ir na frente para sinalizar para os carros o que iríamos fazer e eu seguiria exatamente atrás… Apesar de muita tensão, conseguimos passar por ela sem problemas. Em outra, mais para frente, quase caio naqueles sinalizadores no chão (por conta da tensão nos braços acabo deixando o guidon muito rígido, com pouca flexibilidade). Perto dessa agulha passou um carro buzinando muito, era um judeu ortodoxo (ele tinha uma barba muito grande e tinha a estrela de Davi adesivada no carro) dirigindo com um largo sorriso olhando pra gente e fazendo joinha. Outra “sensação” nesse percurso de ida foi um policial reclamando com a gente por estamos no “meio da pista”.  Como vocês podem ver na foto, existia uma entrada para um retorno, em seguida um ponto de ônibus e logo depois de ponto de ônibus, a saída do retorno, tivemos então que nos manter à esquerda na faixa da direita por uma extensão razoavelmente grande. Foi nesse momento que o policial que estava em uma viatura no ponto de ônibus, “sugeriu” que transitássemos pelo acostamento. Tivemos que parar uma ou duas vezes para colocar a corrente da minha bike no lugar, pois quando trocava de marcha, à vezes a corrente “pulava” demais. E paramos algumas vezes também para beber água ( ainda não consigo fazer isso sem parar a bicicleta =/ ) No meio do caminho, vendo meu cansaço, Cicloninho sugeriu que eu  o esperasse em algum ponto enquanto ele iria até o final ver o lance da bicicleta. No fim das contas, consegui chegar no nosso destino, demoramos mais ou menos 1 hora e meia.

Açaí para repor as energias

Açaí para repor as energias

Primeira coisa depois da chegada: Tomar açaí de 500ml. o/ Na ida para a loja-que-sabemos-que-o-açaí-é-bom, encontramos o Vinny, que nos fez campanhia e nos acompanhou no açaí. A tensão da pedalada fez com que meus braços estivessem doendo mais do que minhas pernas. A volta estava sendo “temerosamente” esperada por mim, pois além do que já tínhamos pedalado, ficamos andando a pé procurando as lojas de bicicleta. Depois de comprarmos o que precisávamos, fizemos um lanche e fomos buscar  nossas bicicletas que haviam ficado no estacionamento de um shopping (não havia bicicletário, prendemos em uma grade) para depois irmos embora. A volta estava sendo muito mais tranquila, eram 17h e o sol já estava bem ameno, além de estarmos encontrando menos agulhas. Mas apareceram situações que não me cansaram, mas estressaram/irritaram.

Ponte sem acostamento

Ponte sem acostamento

A primeira delas foi um trecho da BR bem complicado de passar, era uma ponte íngreme sem acostamento nenhum. Tivemos que passar andando, o que não era menos perigoso, pois a mureta de proteção era muito baixinha, havia o risco de caírmos (acho). Mais a frente por conta de alguns pólos comerciais, haviam muitos carros parados no acostamento, isso me incomodou bastante. Pouco antes de chegarmos em um trecho que era a confluência de várias coisas (entrada, saída, retorno, ponto de ônibus, viaduto) vimos um taxista fazendo uma grande merda, ele não trocou de faixa na hora que devia e acabou atrapalhando outros motoristas. Um motorista parou para bater palmas (literalmente) para ele e acabou atrapalhando outros motoristas. Nesse momento fiquei muito tensa pois veio na minha cabeça que não basta a gente tentar fazer ideal/certo/respeitar algumas sinalizações, a gente depende também do bom senso das outras pessoas. Quando chegou no trecho com as confluências, acabei me distanciando muito do Cicloninho, acabei perdendo uma “deixa” e me apavorei. Comecei a ouvir um carro buzinando, me desesperei mais ainda, mas Cicloninho me indicou que o carro tinha diminuido para eu passar.  Foi um treino bom, posso dizer que tirei 4 aprendizados dessa experiência: 1- Pedalar com ou sem sol faz muita diferença, 2- Os carros buzinam por vários motivos, é preciso estar atento para perceber o que significou, 3- A companhia de uma pessoa com certa experiência em pedaladas assim faz muita diferença, 4- Beba água, sem necessariamente sentir sede. Uma coisa com certeza o Cicloninho tirou como aprendizado: é preciso passar protetor solar! XD

Costas castigadas pelo sol do Cicloninho

Costas castigadas pelo sol do Cicloninho

 

 

 

 

 

 

– Cicloninha

Anúncios

Comente aê =D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s